B3 suspende negociação das ações da Petrobras depois de queda

As ações da Petrobras tiveram as negociações interrompidas nesta 4¬™ feira (15.

Foto: Poder360

Foto: Poder360

As ações da Petrobras tiveram as negociações interrompidas nesta 4ª feira (15.mai.2024) na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo). O motivo é a notícia da demissão do presidente da companhia, Jean Paul Prates. Às 12h30, as ordinárias recuavam 6,73% aos R$ 40,04, enquanto as preferenciais caíam 5,75%, a R$ 38,52.

As negociações foram interrompidas das 12h30 às 12h50. Os investidores foram pegos de surpresa com a publicação de notícias na noite de 3ª feira (14.mai.2024) com a saída de Prates do cargo. Ele disse que foi demitido na "presença regozijada" do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Casa Civil, Rui Costa.

O fato relevante publicado pela empresa disse que o Conselho de Administração aprovou o encerramento antecipado do mandato de Jan Paul Prates em reunião desta 4ª feira (15.mai.2024). A diretora-executiva de Assuntos Corporativos da Petrobras, Clarice Coppetti, será presidente interina. Magda Chambriand, ex-diretora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), é cotada para assumir o cargo.

Durante a manhã desta 4ª feira (15.mai), as ações ordinárias da Petrobras atingiram uma queda de 9,55% na mínima. As preferenciais recuaram até 8,20%.