MP do Rio prende 14 militares por venda de armas e drogas

O MPRJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) e a Corregedoria da Polícia Militar prenderam, nesta 3¬™ feira (14.

Foto: O Globo

Foto: O Globo

O MPRJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) e a Corregedoria da Polícia Militar prenderam, nesta 3ª feira (14.mai.2024), 14 policiais militares acusados de organização criminosa, corrupção passiva e peculato. Os crimes foram praticados em 2019 e 2020. À época, o grupo era lotado no 39º Batalhão da Polícia Militar, de Belford Roxo, na baixada fluminense.

Os militares vendiam armas e drogas apreendidas durante as operações de combate ao tráfico. Além disso, foi descoberto que o grupo cobrava valores de comerciantes e mototaxistas para não conter o transporte alternativo e atividades irregulares.

Os crimes foram descobertos depois de uma análise da extração do celular de um dos denunciados, o cabo Júlio Cesar Ferreira dos Santos. Um dos principais alvos da operação, ele responde por duplo homicídio na 1ª Vara Criminal de Belford Roxo.

O grupo também desviava aparelhos celulares e peças de veículos apreendidas em operações.