George Clooney Pede a Joe Biden que Considere Deixar a Disputa Eleitoral em Novo Artigo

O ator George Clooney, conhecido por seu engajamento político, escreveu um artigo para o jornal The New York Times onde faz um apelo para que Joe Biden considere abrir mão de sua candidatura presidencial em favor de outro nome do partido democrata.

Foto: GPS Brasília

Foto: GPS Brasília

O ator George Clooney, conhecido por seu engajamento político, escreveu um artigo para o jornal The New York Times onde faz um apelo para que Joe Biden considere abrir mão de sua candidatura presidencial em favor de outro nome do partido democrata.

Sob o título “Eu amo Joe Biden. Mas nós precisamos de um novo candidato”, Clooney expressa suas preocupações com a capacidade de Biden de vencer a próxima eleição. “A única batalha que ele não pode vencer é a luta contra o tempo”, escreve Clooney, referindo-se à percepção de que o Biden atual não é o mesmo político carismático que marcou presença na política americana.

Clooney, que recentemente arrecadou um recorde de US$ 28 milhões em um evento para a campanha de Biden, agora se torna uma das figuras públicas mais proeminentes a sugerir que Biden considere não concorrer à reeleição.

Este novo golpe para Biden ocorre após comentários de Nancy Pelosi, ex-presidente da Câmara dos Estados Unidos, que afirmou em entrevista televisiva que cabe a Biden decidir se continuará na corrida eleitoral.

Biden, que recentemente tentou recuperar sua imagem após um debate criticado com Donald Trump, declarou em uma entrevista anterior que só deixaria a candidatura se “Deus mandar”.

No artigo, Clooney argumenta que os democratas não têm chances de vencer com Biden como candidato. “Não vamos ganhar a Casa Branca, não vamos ganhar a Câmara, e vamos perder o Senado”, afirma Clooney, baseando-se em conversas privadas com legisladores de todo o país.