Zelensky pede que EUA não esperem eleição para ajudar a Ucrânia

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky (Servo do Povo, centro), disse na 3¬™ feira (9.

Zelensky pede que EUA não esperem eleição para ajudar a Ucrânia

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky (Servo do Povo, centro), disse na 3ª feira (9.jul.2024) que não sabe o que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump (Partido Republicano) vai fazer caso vença as eleições de novembro e volte ao comando do país. O republicano criticou por diversas vezes a extensão da ajuda fornecida pelos EUA à Kiev. O ucraniano pediu que os líderes políticos norte-americanos não esperem até o pleito para aprovar novos auxílios.

"Todos estão à espera de novembro. Os norte-americanos estão à espera de novembro, a Europa, o Oriente Médio, o Pacífico, o mundo inteiro está olhando para novembro e, falando verdadeiramente, Putin também espera por novembro", disse Zelensky, citado pela agência de notícias Reuters. "É hora de sair das sombras, de tomar decisões fortes, de agir e não esperar por novembro ou qualquer outro mês", acrescentou.

O apoio financeiro fornecido pelos EUA desde o começo da guerra já soma mais de € 20 bilhões. O presidente ucraniano é um dos mais interessados no resultado das eleições norte-americanas. Enquanto o atual líder dos EUA, Joe Biden (Partido Democrata), declarou apoio incondicional aos ucranianos, Trump disse que, caso vença, o fornecimento de equipamentos norte-americanos será condicionado a um acordo de paz com a Rússia.

Na 3ª feira (9.jul), Zelensky disse que "não conhece" Trump "muito bem". Afirmou ter tido "boas reuniões" com o republicano quando ele ocupava a Casa Branca, mas ressaltou que os encontros ocorreram antes da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Questionado sobre as opiniões do líder da Rússia, Vladimir Putin, sobre Biden e Trump, Zelensky disse que os 2 "são muito diferentes, mas apoiam a democracia". O presidente ucraniano declarou: "É por isso que penso que Putin irá odiar ambos".


Leia mais: